A forma como nos expressamos é fundamental para transmitir-mos a nossa mensagem de forma eficaz. O principal veículo de comunicação nas vendas é a linguagem oral e escrita. Manter o seu interlocutor atento, interessado e aberto a conhecer os seus produtos ou serviços, é possível através da linguagem, o que a eleva como um dos principais meios para atingir o fim que é a venda e a satisfação do nosso prospecto.

 

Dos muitos factores que concorrem para esse objectivo, em lugar primordial concorre o tipo de linguagem que usa: a construção frásica, a sintaxe, as inflexões de voz, o volume, o tom, etc… O objectivo deste artigo é sobretudo explorar as palavras que são mais preponderantes na venda e não outro género de questões, no entanto seguem alguns princípios “universais” de utilização da linguagem:

 

Evite: 

– O uso de linguagem demasiado rebuscada;

– O uso de linguagem redundante;

– O uso de vocabulário complexo;

– Complexidade sintáctica – utilização de frases gramaticalmente complexas;

Densidade de ideias – várias ideias mas sem chegar a quaisquer conclusões sobre a forma de aplicação de qualquer delas.

 

Use:

  • Linguagem simples, “normal”, apenas abrindo excepções, se o género de produto que vende e o seu interlocutor forçosamente obriga à utilização de linguagem técnica, por exemplo produtos saúde quando o seu interlocutor é um médico, software ou hardware a um informático, materiais de construção a um arquitecto ou engenheiro, etc …
  • Factor H – O Factor Humano, ié, o relato de experiências humanas reais, histórias, com as quais tendencialmente o ser humano se identifica, despertando o seu lado emocional.

 

Finalmente, chamo a sua atenção para os vocábulos a incorporar nas suas apresentações.

 

Segue uma lista das palavras que vendem, por gerar ao prospecto sentimentos positivos, relacionados com sensações de bem estar, realização e reconhecimento.

 

Use:

Provado, perceber, descoberta, dinheiro, fácil, garantia, poupar, lucro, segurança, amor, certo, novo, verdade, conforto, orgulho, vital, merece, contente, confiança, valor, divertido, você, vantagem, positivo, benefícios 

 

Do outro lado, e por desencadearem emoções negativas, segue uma lista de palavras a evitar.

Evite:

Custo, pagar, contrair, assinar, perder, doer, tentar, morte, morrer, mal, vender, decisão, difícil, preocupação, falhar, perda. 

 

Sugiro agora que analise todas as suas peças de comunicação e apresentações à luz de vocabulário que transmita uma mensagem poderosa, “quente” e sentimental.

Comece pelo seu produto. O que é que você vende?

– Um colchão ? ou o merecido descanso numa boa noite relaxante de sono profundo?

– Uma casa ? ou o ambiente tranquilo e a frescura de um lago ao entardecer num dia de Verão?

– Uma bicicleta ? ou a emoção de uma descida no monte ?

 

Se tem mais dicas sobre palavras e frases que possam tocar nos “botões certos” do seu cliente, partilhe-as connosco no seu Clube das Vendas.